Homens superam preconceito e assistem palestra de prevenção ao câncer

0
365

O preconceito da categoria masculina em realizar exames médicos preventivos ao câncer de próstata continua sendo o principal obstáculo para o controle da doença no país. Dados estatísticos apontam que, no Brasil, um e cada quatro homens não faz o exame médico necessário para detectar a doença.

A realização do exame preventivo – de próstata para homens e de mama e colo do útero para mulheres – é fundamental para a cura do paciente, pois quanto mais cedo detectado, maior é a chance de cura. Para que os homens possam participar sem constrangimento de atividades de orientação e conscientização da doença a Emater-RO, através da equipe do escritório local de Urupá, criou uma estratégia: unificou a campanha outubro rosa com a campanha novembro azul.

A campanha outubro rosa é dedicada à orientação, prevenção e realização de exames em mulheres nas faixas etárias determinadas, a fim de detectar a existências de câncer de mama ou de colo de útero. Já, a campanha novembro azul direciona suas ações à categoria masculina, orientando e conscientizando sobre os riscos de câncer de próstata e mama em homens.

Ao realizar uma campanha conjunta, a equipe da Emater-RO promoveu uma manhã especial com palestras abordando ambos os temas. O público abordado foi casais que entregam alimentos para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) no município de Urupá. Com o apoio de uma Associação Rural local, que contribui com a alimentação dos participantes, a Emater-RO convidou homens e mulheres para assistir à palestra proferida pelo psicanalista Osório Idgério Neto reis sobre a necessidade de tratamento mental e psicológico da família e do paciente com câncer, métodos de prevenção, enfatizando o não uso de produtos agrotóxicos, e a importância de alimentos orgânicos na alimentação diária.

O médico também abordou os sentimentos e a pós-perda do ente querido, fazendo com que a manhã fosse proveitosa e descontraída na abordagem de um assunto que ainda sofre preconceito e vergonha. Segundo os extensionistas da Emater-RO que coordenaram a atividade, “notou-se um interesse muito grande dos participantes com o tema abordado e muitas dúvidas, também, pois fizeram muitas perguntas ao palestrante”.

O dia especial foi encerrado em clima de confraternização, com um café da manhã apoiado pelo comércio local que ofereceu brindes aos participantes. Após o término a atividade foi elogiada por todos, mostrando que a estratégia deu certo, e todos puderam sair um pouco mais conscientes sobre a necessidade de se manter os cuidados e realizar os exames necessários para evitar a doença que já é considera pelo Instituto Nacional de Câncer  (Inca) como um problema de saúde pública, “especialmente entre os países em desenvolvimento, onde é esperado que, nas próximas décadas, o impacto do câncer na população corresponda a 80% dos mais de 20 milhões de casos novos estimados para 2025.”


Fonte
Texto: Wania Ressutti
Fotos: Emater-RO
Secom – Governo de Rondônia

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui